Últimas Notícias

AMM Confirma Mobilização Geral Dos Municípios Para 21 De Agosto Contra Atrasos Dos Repasses Do Governo De Minas

Prefeitos e servidores públicos municipais fazem adesão total à mobilização geral da AMM no dia 21 e agosto.
Na capital mineira, os prefeitos e prefeitas irão se concentrar, a partir das 13h, a na Cidade Administrativa, de onde seguirão, em carreata, até o Palácio da Liberdade. No interior, acontecerão manifestações locais dos servidores públicos municipais nos 853 municípios mineiros.
Com essa mobilização, a AMM pretende denunciar à sociedade a caótica situação financeira das prefeituras mineiras, decorrente dos constantes atrasos nos repasses do Governo do Estado. A dívida com os municípios mineiros já chega a R$ 7,6 bilhões e as prefeituras já não têm mais como arcar com os serviços básicos e essenciais à população. A mobilização busca cobrar uma postura firme do Estado no sentido de pagar o que é devido, em especial o FUNDEB, que já ultrapassa R$ 2 bilhões, que inviabiliza o pagamento dos servidores da educação nos municípios.
Antes dessa data, as associações microrregionais, juntamente com as prefeituras mineiras, estão promovendo várias paralisações em diferentes regiões do Estado, evidenciando a realidade local, com apoio da AMM. O objetivo dos movimentos é evitar um colapso nos caixas das prefeituras mineiras e paralisação de serviços em todas as áreas fundamentais – saúde, educação e assistência social – as mais afetadas pela falta de repasses de recursos do Estado aos Municípios.

Valor da Dívida do Estado com nosso Município:

R$ 1.721.996,37

Chega de Confisco BASTA!

Se o Estado não pagar, as Prefeituras vão parar!

MUNICÍPIOS DO JEQUITINHONHA VÃO PARALISAR POR FALTA DE RECURSOS.

ESCUTE A NOTA

Após se reunirem no dia 18 de julho em Itaobim, para discutirem sobre a retenção, por parte do Governo de Minas Gerais, dos repasses referente à Saúde e à Educação, 51 prefeitos fundaram a UMVALE, União dos Municípios do Vale do Jequitinhonha. A entidade reúne gestores do Alto, do Médio e do Baixo Jequitinhonha, e definiu para os dias 10 e 13 de agosto uma paralisação geral. Não haverá expediente nas prefeituras, secretarias e departamentos municipais, apenas funcionarão os serviços essenciais, como saúde e limpeza urbana.
E, no dia 13 de agosto, próxima segunda-feira, os prefeitos que compõem a UMVALE se reunirão em Capelinha, para decidir de maneira regionalizada quais medidas serão tomadas para evitar o colapso econômico e social da nossa região. Em uma carta aberta à população, a própria UMVALE lembra que a região tem “a economia ligada fundamentalmente à folha de pagamento das prefeituras”.
A dívida do Governo de Minas com os municípios ultrapassa a cifra dos milhões de reais, e a paralisação se dará após o governador Pimentel não cumprir o acordo feito com 44 prefeitos no dia 23 de julho, quando prometeu em audiência pagar integralmente os recursos referentes ao FUNDEB (Fundo Nacional da Educação Básica) e mais duas parcelas do transporte escolar. O Governo de Minas vem retendo há meses os recursos do ICMS (imposto sobre mercadorias e serviços) e IPVA (imposto de veículos). Tal situação inviabiliza as administrações municipais de todo o Vale.

ADM 2017/2020.

Investimento nas Comunidades

A Prefeitura informa, que já estão em nosso município 04 reservatórios de água com capacidade de 20.000 litros para atender a demanda das nossas comunidades. Elas serão instaladas nas comunidades de Cristo Rei, Chácara, Grota dos Baianos e a Comunidade de Ingazinha. Conseguimos através de um Convênio Celebrado entre a Prefeitura Municipal de Senador Modestino Gonçalves e o Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene).

ADM 2017/2020.

Veja todas as notícias